NHOQUE DE ABÓBORA CABOTIÃ COM MOLHO DE CALABRESA

Ingredientes da massa: Meia abóbora cabotiã cozida no vapor ou assada e amassada (mais ou menos 600 g)
Aproximadamente 1 e 1/2 xícara (de chá) de farinha de trigo ( e mais um tanto para enrolar) e um ovo
Um fio de azeite e 2 colheres (chá) de queijo parmesão ralado

Modo de fazer
Amassar bem a abóbora ainda quente e quando esfriar juntar o ovo, o queijo , o azeite e a farinha de trigo em uma tigela ou na bancada enfarinhada e amassar tudo.
A massa não fica totalmente dura/seca. Ela fica uma massa mais mole então, não mexer muito, pois vai grudar na mão. Mas, se ficar muito mole acrescentar um pouco mais de farinha de trigo, isso vai depender do tamanho do ovo e do tipo de abóbora.
Depois com pequenas porções da massa, fazer um rolinho e cortar em pedacinhos.
Colocar uma panela com água no fogo para ferver.
Assim que ferver, adicionar sal e ir colocando os pedacinhos de nhoque na água fervente. Quando começarem a subir para a superfície da água, retirar e jogar no molho. Servir em seguida, polvilhando um bom queijo parmesão ralado.

DICAS:
Esse nhoque combina bem com molho branco, molho de queijo, molho bolonhesa, molho de tomate com calabresa.

COMO COZINHAR ABÓBORA NO MICROONDAS
1. Lavar a abóbora retirar as sementes e ainda úmida colocar em um recipiente próprio para microondas. Cobrir com uma tampa para microondas
2. Cozinhar na potência alta por 12 a 14 minutos.
3. Assim que estiver macia, retirar do microondas, deixar esfriar.

Molho de tomate e calabresa
Ingredientes:
2 gomos de linguiça defumada calabresa /1 cebola picada
1 pimenta dedo de moça /1 copo de vinho tinto
1 pimentão vermelho picado /2 dentes de alho picados/
1 colher (sopa) de orégano /Azeite e sal a gosto
500 g de polpa de tomate /A mesma medida de água

Modo de fazer:
Retirar a pele das linguiças e cortar em rodelas finas, colocar em uma panela antiaderente e grelhar. Adicionar o azeite, a cebola e o alho picados e deixar dourar, juntar o orégano e a pimenta sem as sementes, mexer e juntar o vinho.
Quando o vinho evaporar acrescentar o tomate e a água, tampar a panela e deixar apurar. Verificar o sal, lembrar que as linguiças são salgadas.
Esse molho também combina com macarrão tipo Penne, Rigatone, Tagliatelle e espaguete.

FRANGO AO MOLHO DE TOMATE COM SEMENTES DE ERVA DOCE

Ingredientes:
1 kg de peito de frango sem pele e sem osso cortado em cubinhos ou tirinhas
Ou
1 kg de sobrecoxa sem pele e sem osso picada
Suco de um limão
1 colher (sopa) de sementes de erva doce
1 caixa de purê de tomate
1 cebola média picada
1 dente de alho picado
1 colher (sopa ) de cheiro verde picado
Sal, pimenta do reino moída na hora e azeite a gosto
Queijo Catupiry ou cream cheese ou minas meia cura ou qualquer queijo que estiver sobrando na sua geladeira

Modo de fazer:
Temperar o frango com limão, pimenta do reino e o sal. Reservar
Dourar a cebola e o alho no azeite e acrescentar o frango, deixar refogar até dourar. Juntar o purê de tomate mais a mesma medida de água e deixar cozinhar em fogo brando até reduzir. Colocar a semente de erva doce e o cheiro verde.
Despejar tudo em um refratário, acrescentar o queijo e levar ao forno quente para derreter o queijo.
Dependendo do tipo de queijo haverá uma mudança de sabor, mas todos ficam muito bons!
Servir com arroz branco

DICA
Eu usei 6 tomates maduros sem pele e sem sementes picados. Deixei refogar e coloquei uma xícara (chá) de água para ajudar a cozinhar o tomate.

BOLO DE LIMÃO SICILIANO MOLHADINHO

Perfumado com gostinho azedinho e delicioso!
Ingredientes:
4 Claras
4 gemas
6 colheres (sopa) de trigo
1 e 1/2 xícaras (chá) de açúcar
2 colheres (sopa) de manteiga
1/4 xícara (chá) de suco de limão siciliano
1/4 xícara (chá) de água
1 colher (sopa) de fermento em pó
Raspas de limão

Calda:
1 xícara (chá) de água

1/2 xícara (chá) de suco de limão

1 1/2 xícara (chá) de açúcar

Raspas de limão

Modo de fazer:
Bater as claras em neve e reservar.
Bater as gemas com a manteiga e o açúcar, acrescentar a farinha de trigo.
Adicionar o suco de limão e a água e bater muito bem.
Colocar o fermento e misturar com as claras, levemente.
Untar e enfarinhar uma forma redonda pequena e colocar a massa.
Assar em forno preaquecido a 180°, por 40 minutos, ou até dourar em cima ( fazer o teste do palito).

Calda:

Colocar todos os ingredientes e cozinhar por 5 minutos, após a fervura colocar a calda sobre o bolo ainda quente. Não precisa furar, o bolo absorve bem e fica super macio.

Variação
Po-se utilizar outro tipo de limão

SALADA DE BATATAS, OVOS, MAÇÃ E MANJERICÃO


UMA DELICIOSA COMBINAÇÃO DE SABORES!

Ingredientes:
4 batatas cortadas em cubos
3 ovos cozidos picados
1 maçã picada
Algumas folhas de manjericão
1 cebola roxa fatiada em meias rodelas bem finas
Azeite, sal e vinagre balsâmico a gosto
Pimenta do reino moída na hora gosto

Modo de fazer:
Ferver a água, colocar sal e cozinhar as batatas cortadas em cubos até ficarem ao dente.
Reitirar as batatas e na mesma água passar a cebola fatiada por um minuto, apenas para adocicá-la.
Misturar a batata cozida com os ovos cozidos e a maçã, com as folhas de manjericão picadas, com a cebola em meias rodelas finas e temperar com o sal, azeite e o vinagre. Uma porção de vinagre para duas de azeite.
Pode-se utilizar maionese, se preferir.
Misturar tudo muito bem.
Separar algumas folhas de manjericão para enfeitar a salada

Variação
A salada de batata pode receber vários ingredientes, conforme o gosto de cada um.
A maçã pode ser sustituida por salsão ou colocar os dois que fica muito bom.

LINGUINE OU ESPAGUETE AO ALHO E OLEO

Um prato aparentemente muito simples e com grande sabor, mas se não fizer direito será um desastre!
Os ingredientes são poucos, mas devem ser de ótima qualidade:
A massa deverá ser de grano duro e muito “al dente”
Um excelente azeite
O alho no ponto certo, levemente dourado, porque se passar do ponto amarga

Ingredientes para 3 pessoas

300 g de linguine ou espaguete de grano duro ( de preferência italiano)
4 dentes de alho fatiados em laminas finas
Azeite para cobrir o fundo da panela
Sal
Pimenta do reino moída na hora para finalizar

Modo de fazer
Cozinhar a massa em abundante água salgada e fervente.
Enquanto a massa cozinha ( seguir as instruções da embalagem), esquentar o azeite numa frigideira tipo Wok ou antiaderente grande. O azeite deverá cobrir o fundo da panela.
Juntar as lâminas de alho e deixar que comecem a dourar.
É importante fazer em fogo mínimo e não deixar o alho dourar,  senão ele amarga.
Quando o massa estiver quase ao dente, mas ainda firme, retirar da água e colocar direto sobre alho com azeite (ainda em fogo baixo). Não se preocupem se for junto um pouco de água, ela ajudará a formar um molho mais encorpado.
Mexer sempre, corrijir o sal e acrescentar a pimenta moída na hora.
Mexer muito bem com o fogo ainda aceso para amalgamar tudo muito bem.
Caso haja necessidade, agregar mais uma conha da água do cozimento da massa.
Servir imediatamente polvilhando queijo parmesão ralado a gosto.
BOM APETITE!

PIADINA, O PÃO DE FRIGIDEIRA

Acordei numa manhã chuvosa com mais uma frente fria derrubamdo a temperatura, sem pão para tomar o café da manhã e mais a preguiça de sair para comprar o pão , resolvi fazer mais uma das minhas experimentações culinárias.
Desde a minha última viagem à Italia, voltei com vontade de fazer a receita da PIADINA, espécie de pão de frigideira. Uma massa fininha, muito leve e crocante que pode ser feita facilmente em casa.
Em toda a Itália, cada cidade tem sua própria versão, surgiu na Emília-Romanha, no norte do país. A massa sempre é a mesma, mas a espessura e o recheio podem variar. O importante é que há sempre um pouco do sabor local. Pode ser saboreada apenas com manteiga, geleia, requeijão e também recheada com ingredientes da sua preferência.

A piadina combinada com o recheio, pode transformar um sanduíche descompromissado em uma verdadeira experiência gastronômica.

Esta é a receita que experimentei e foi um sucesso

Ingredientes ( 6 porções)
500 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó ( o de bolo)
1 colher (chá) de sal
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 xícara de água quente
Modo de fazer
Juntar numa tigela grande a farinha, fermento e sal. Adicionar o azeite e misturar com as mãos até ficar bem incorporado.
Juntar a água e misturar rapidamente com um garfo, depois misturar com as mãos.
Transferir a massa para uma bancada enfarinhada e amassar bem , ou até ficar macia. Colocar em uma tigela limpa, tampar e deixar descansar por 15 minutos.
Dividir a massa em 6 partes e fazer 6 bolas.
Abrir cada bolinha com um rolo até formar um disco fino.
Aquecer uma frigideira antiaderente e dourar a piadina por 1 minuto ou mais de cada lado. O tempo vai depender da intensidade do calor do seu fogão.
Servir com o recheio desejado ou simplesmente com manteiga ou geleia.

NHOQUE DE ABÓBORA CABOTIÃ, BATATA E BATATA DOCE AO MOLHO DE TOMATE E ALHO PORÓ


Deliciosa combinação de sabores! Gosto suave e delicado que harmoniza-se perfeitamente com o molho.
Mais uma bem sucedida experimentação na minha cozinha em um dia inspirado.

Dicas:
– Utilizar batatas apropriadas e não cozê-las demais para evitar que absorvam muita água.
– Trabalhar com a batata morna, nunca muito quente.
– O mais importante ao fazer os nhoques é utilizar a menor quantidade de farinha possível para que eles fiquem macios e leves, com melhor textura e sabor.
– Não se deve sovar demais a massa para não liberar o amido da batata.
– Não amolecer demais a massa.
– É importante polvilhar um pouco de farinha sobre os nhoques enquanto não vão à panela para que não grudem.
– Cozinhá-los em bastante água fervente salgada.
– Não encher demais a panela com água, cozinhá-los um pouco por vez.
– Logo que os nhoques começarem a boiar, retirar com uma escumadeira.

Ingredientes da massa
300 g de batata
300 g de batata doce
300 g de abóbora cabotiã
2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
1 ovo
Aproximadamente 300 g de farinha de trigo

Modo de fazer
Colocar uma panela com água pela metade para ferver.
Quando a água entrar em ebulição adicionar as batatas descascadas e picadas grosseiramente para cozinharem.
Quando as batatas amolecerem retirar da água e na mesma água cozinhar a abóbora.
Amassar tudo muito bem e deixar amornar bem.
Acrescentar o ovo, o queijo e a farinha aos poucos.
Não sovar muito a massa, para não liberar o amido da batata, resultando numa massa pegajosa. Polvilhar farinha para conseguir trabalhar.

Cortar a massa em pedaços e fazer bastões longos com a espessura de um dedo. Cortar em pedaços e polvilhar farinha sobre todos.
Cozinhar em água fervente e salgada. Colocar um pouco de cada vez.
Quando os nhoques boiarem, escorrer e jogar dentro do molho de tomate.
Servir polvilhado com queijo parmesão ralado.

MOLHO DE TOMATE COM ALHO PORÓ E PIMENTA

Atenção: A pimenta dedo de moça é importante, pois a sua picância contrasta e harmoniza perfeitamente com o adocicado da abóbora e da batata doce.

Ingredientes:
8 tomates maduros ( de preferência, tipo italiano, pois tem mais polpa e é menos ácido), ou duas latas de tomate pelati ou 1 vidro de passata de tomate.
1 cebola picada
2 dentes de alho
1 pimenta dedo de moça
1 alho poró com as folhas
Orégano a gosto
Azeite e sal a gosto

Modo de fazer:
Cobrir o fundo da panela com azeite e refogar o alho em lâminas, a cebola e o alho poró picado e a pimenta picada.
Adicionar os tomates sem pele e sem sementes, picados, adicionar o sal e o orégano, deixar refogar.
Quando os tomates desmancharem, desligar o fogo. O tomate fresco em pedaços não deve cozinhar demais, pois se torna ácido.
Se estiver usando a passata de tomate colocar a mesma medida de agua e deixar apurar em fogo medio. Provar, caso ainda esteja com acidez, adicionar mais um pouco de água. NÃO COLOCAR AÇÚCAR NO MOLHO, O AÇÚCAR NÃO TIRA A ACIDEZ E SIM O TEMPO DE COZIMENTO.

Dica:
Sugiro preparar o molho numa panela wok, assim poderá colocar o nhoque diretamente no molho e servir na própria panela. O nhoque pegará melhor o gosto do molho e ficará com melhor sabor.

ENTRADA DE TOMATINHO COM RECHEIO DE RICOTA

Você prepara rapidinho essa entradinha, leve e saborosa.

Tomatinhos cotados ao meio e retiradas as sementes.

Ricota temperada:

1 xícara (chá) de ricota amassada ou cream cheese

1 colher (sopa) de queijo parmesão ralado
1 colher (chá) de cebola ralada
1 dente de alho pequeno picado bem pequeno (opcional)
Ou alho desidratado picado
1 colher (chá) de manjericão picado
1 colher (chá) de alecrim picado
1 colher (chá) de salsinha picada
3 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
Sal e pimenta do reino a gosto
Misturar tudo muito bem e rechear os tomatinhos

DICA: Você pode incrementar o recheio usando nozes, amêndoas tostadas, uva passa, castanhas de caju ou castanhas do Pará.

PASTIERA DI GRANO, uma iguaria do sul da Italia!

Pastiera di Grano é um doce clássico da cozinha napolitana para a festa pascal.
É uma torta à base de ricota e trigo em grão, perfumada com canela, limão e frutas cristalizadas. A receita atual, afirmam os estudiosos, foi inventada em algum mosteiro napolitano, tornando-se tão popular em Nápoles que toda dona de casa local possui sua própria receita desta delícia.
Algumas  receitas da doceria napolitana tem origem na Grécia Antiga, visto que a cidade foi fundada por gregos, conquistada pelos romanos e posteriormente  pelos bizantinos e árabes que também passaram por lá. Esta mistura de povos influenciou a formação da cultura e gastronomia.
Nesta receita percebemos esta influência pela presença das frutas cristalizadas, típicas dos povos do oriente (bizantinos) e a flor de laranjeira de influência árabe.
A origem da pastiera, muito mais rudimentar e simples que atualmente vem de uma festa pagã que celebrava o retorno da primavera. Por isso, sua receita inclui ovos, símbolo da fertilidade, o trigo, símbolo da abundância e água de flor de laranjeira, tradicional perfume da primavera napolitana. Sua relação com a Páscoa é por ser esta uma festividade cristã que se refere à Ressurreição de Jesus Cristo, um momento de renovação e de esperança.

A Pastiera di Grano deve ser preparada com alguns dias de antecedência. Este tempo permitirá que os diversos aromas e paladares dos ingredientes se mesclem dando origem ao sabor único e inconfundível deste doce tão especial. Por esta razão, costumam ser preparadas na quinta-feira ou Sexta-Feira Santa para serem servidas no domingo Páscoa.
INGREDIENTES
Massa

3 ovos

1 xícara de chá de açúcar

1½ xícara de chá de manteiga

5 xícaras de chá de farinha de trigo

RECHEIO

250 g de trigo em grãos com casca

2 xícaras de chá de leite

1 pitada de sal
Raspas de 1 limão

1½ xícara de chá de açúcar

500 g de ricota passada por uma peneira

3 ovos (claras e gemas separadas)

1 colher de café de canela em pó

200 g de frutas cristalizadas

200 g de uva passa
1 colher de sopa de água de flor de laranjeira

Açúcar de confeiteiro para polvilhar

MODO DE FAZER

Massa
Misturar todos os ingredientes e sovar por 5 minutos até formar uma massa homogênea.
Deixar a massa descansar por 30 minutos.
Abrir com o rolo e forrar o fundo e as laterais de uma fôrma de aro removível untada, reservando a sobra da massa.
Recheio
Deixar o trigo de molho em água fria por uma noite.
Levar o trigo para cozinhar na água em que ficou de molho por 15 minutos.
Escorrer e reservar o trigo.
Aquecer o leite e juntar o trigo, o sal, as raspas de limão e uma colher de sopa de açúcar.
Tampar a panela e cozinhar em fogo baixo, mexendo de vez em quando para não grudar.
Quando o leite secar, escorrer o trigo e deixar esfriar.
Adicionar a ricota passada pela peneira, as gemas, o açúcar restante, a canela, as frutas cristalizadas e a água de flor de laranjeira.
Acrescentar as claras batidas em neve e misturar delicadamente.
Despejar o recheio sobre a massa e, com as sobras da massa, fazer tiras e colocar sobre o recheio decorando a torta.
Assar a torta por 30 minutos mais ou menos em forno preaquecido a 180 grausC
Depois de frio, polvilhar com açúcar de confeiteiro.

 

CHEESECAKE DE RICOTA com base de amêndoas e tâmaras

Uma nova experiência na minha cozinha onde substitui a base, feita com bolacha, por amêndoas e tâmaras, ficou mais saudável e deliciosa. Na medida do possível tento substituir o produto industrializado.

Ingredientes:
500 g de amêndoas
 15 tâmaras secas

500g de ricota fresca (retirar da geladeira 1h antes)

1 lata de leite condensado

1 pote de iogurte natural

1 vidro de geléia de framboesa ou de frutas vermelhas ou de morango
Se puder fazer a geleia em casa, melhor!

Modo de fazer:

Massa:
Triturar 500 g de amêndoas com 15 tâmaras secas até virarem uma farofa mais úmida.
Apertar com os dedos forrando o fundo e as laterais de uma assadeira de fundo removível. Reservar
Creme:
Bater a ricota com o leite condensado e o iogurte. Despejar sobre a massa e levar ao forno preaquecido a 180 grausC.

O cheesecake estará pronto quando parecer firme, porém ainda balançar ligeiramente no centro e estiver levemente dourado.

Retirar do forno, deixar esfriar e levar à geladeira, de um dia para o outro.

Quando for servir, retirar da forma, colocar sobre uma travessa, diluir a geléia com um pouquinho de água filtrada e despejar por cima espalhando de maneira uniforme.